As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

sábado, 19 de março de 2016

Agente público comprometido com as desonestidades

Meus caros amigos e leitores (poucos, eu sei), 

Estou registrando aqui minha indignação para com uma comunicação interna promovida pelo gestor maior da instituição em que trabalho, que é do Governo Federal em um nítido desvio de finalidade e de função.
Como instrumento de controle social com nítida intenção de moldar comportamentos, os quais moldarão crenças (Teoria do Dissonância Cognitiva - Leon Festinger), este tipo de comunicação originada pelo gestor constrange aqueles que estão subordinados a uma relação de hierarquia.
Se utiliza de mecanismos retóricos ao estilo do marketing politico como uso de instrumentos da psicologia de massas do fascismo: ameaça, medo, indignação, desconstrução de reputações, etc.
Logo abaixo está a peça e em seguida voltarei com a resposta.

E-mail do Diretor do IFBA-campus Salvador
Enviado: Quinta-feira, 17 de março de 2016 23:01:44

Prezada Comunidade do IFBA/ Campus de Salvador,

Estamos atravessando um momento delicado na política do país.
O Estado Democrático de Direito tem sofrido ameaças. Solicitamos que cada pessoa, independente de predileção partidária ou opção governamental, reflita e avalie os riscos que estamos correndo quando garantias democrática básicas são violadas por quem deveria assegurar o respeito aos ditames constitucionais do pais. Fiquem atentos as noticias veiculadas por uma imprensa comprometida com as velhas teses da ditadura civil/militar, golpista, que nunca respeitou a vontade do povo.
O engajamento da comunidade do IFBA nos atos em defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito é necessário e fundamental. Não podemos nos omitir neste momento histórico. A liberdade que conquistamos custou a vida de muitos homens e mulheres que lutaram para derrotar a ditadura civil/militar, não podemos permitir nenhum retrocesso.
As apurações de fatos ilícitos devem continuar dentro do que está estabelecido na Constituição e nas demais leis, com imparcialidade, amplo direito de defesa e punindo a todo e qualquer cidadão que tenha sua participação comprovada. No entanto não se admite a condução seletiva das apurações, guiadas por inspirações partidárias ocultas de juízes que, de modo prepotente, agem como se fossem senhores da razão e do direito.
A Escola que defendemos reque liberdade e democracia! Está em nossas mãos a defesa do ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

VOLTEI

Resposta ao e-mail abaixo
Enviado em: 18 de março de 2016 09:07

Caro Diretor do IFBA - campus Salvador

Com todo respeito, o senhor não pode usar a máquina publica para fazer defesa equivocada da realidade ultima que vivemos.
O discurso de que corremos risco de golpe, confundindo a atual circunstância de crimes de corrupção, desrespeito às leis e vilipêndio ao patrimônio da união (Petrobrás) não pode ser confundido com o problema de polarização mundial gerado pela guerra fria (USA x URSS) a mais de 60 anos.
Devido aquela polarização os países que adotaram a democracia com liberdade de mercado melhoraram muito mais a qualidade de vida de seu povo do que aqueles que se deixaram escravizar pelo discurso ideológico da esquerda que trouxe miséria, dor, escravidão (Afeganistão, Alemanha Oriental, Cuba, Coréia do Norte, Laos, Vietnam, Republicas Democrática Africanas como Angola, Benim, Congo, Moçambique, etc.). Logo é uma grade propagação de mentiras.
A oportunidade que estamos vivenciando hoje de fazer aquilo que o PT no passado lutou e tanto se distanciou, que é a busca pela ética e pela moralidade, não pode ser confundido com risco ao Estado Democrático Constitucional de Direito.
Este citado partido com tantos integrantes do alto escalão condenados e presos por crimes, que envolvem a atual mandatária do país, inclusive no golpe da eleições de 2014, não pode continuar impondo sua vontade acima da vontade de milhões de brasileiros descontentes, muitos dos quais arrependidos do voto dado nas últimas eleições.
A política não pode impor sua vontade nas mentes da intelectualidade dos país. Esta nossa escola com tantos representantes da elite pensante não pode se subjugar à moralidade distorcida de quem sempre visou um projeto de poder e não um projeto político para nosso país.
Chega de utilizar a máquina publica para fazer propaganda político partidária.

José Lamartine
Professor


PS: OS COMENTÁRIOS OFENSIVOS, SEJA CONTRA QUEM FOR, INCLUSIVE O AUTOR DO TEXTO, SOMENTE SERÃO PUBLICADOS NO CASO DE IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

3 comentários:

Anônimo disse...

Monitorando a distancia não me furto de apoiar o e-mail de 18/3 que responde com altivez e veracidade o e-mail mendaz de um agente público comprometido com as desonestidades e ilegalidades perpetradas por seu partido de preferencia. Honradez não é ideologia é muito mais. É a base de sustentação de uma coletividade, é o adorno do laço da justiça que une todos no feixe da sociedade. JL

Anônimo disse...

O e-mail do diretor afirma que o Estado Democrático de Direito está sob ameaça ? Garantias democráticas básicas estão sendo violadas ? Quem é contra o PT, Lula e o governo da Dilma são adeptos da ditadura civil/militar ? O que é que isso Sr. Diretor ? O que estamos lutando é exatamente pelo Estado Democrático de Direito que, se fosse pela vontade do PT, já nem existiria mais, isto é, já estaríamos numa ditadura Bolivariana(comunista) com todo o seu aparato de repressão e violência. Se "Impeachment" é golpe, o PT é um partido golpista pois exigiu o impedimento de Collor, de Itamar Franco e do Fernando Henrique Cardoso nos anos 90 e nos anos 2000. Quer dizer que o PT pode pedir o "Impeachment" de quem quer que seja, e isso é democracia, mas, quando parte da sociedade brasileira pede o "Impeachment" de um governo do PT, é golpe ? Isso é o verdadeiro "Relativismo Moral".

Anônimo disse...

Rapaz, o quê é isto? Sério? Diagnóstico: Síndrome de Estocolmo.