As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

sábado, 23 de outubro de 2010

Poema DA MENTE

de Affonso Romano de Sant`Anna


Há um presidente que mente,

Mente de corpo e alma, completa/mente.


E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele mente sincera/mente,

Mais que mente, sobretudo, impune/mente...


Indecente/mente.
E mente tão nacional/mente,

Que acha que, mentindo história afora,

Vai nos enganar eterna/mente.



Nenhum comentário: