As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

domingo, 14 de dezembro de 2014

Falácias na argumentação que acusa Bolsonaro de estuprador.

Um colega de trabalho inicia uma discussão sobre um tema está em ebulição nestes primeiros 15 dias de dezembro de 2014. A relação Bolsonaro x Maria do Rosário.

O convite para o debate se dá assim: "Os meus poucos amigos que curtem esse cara podem me explicar o porque ? Hipsterismo da pior qualidade?" acrescido da página da internet:



Fui lembrar dos fatos que já aconteceram e que tiveram um tratamento bem diferente.
Disse que os partidos de esquerda querem tirar uma pedra do caminho. Bolsonaro defende causas opostas às desta turma dos ofendidos. 
Veja como os detratores deste deputado se contradizem: 
- ''Che Guevara estuprou sua empregada na frente de quatro amigos em sua casa durante uma reunião (Silêncio da esquerda); 
- Assessor de Gleise Hoffman foi acusado por estupro e pedofilia (Silêncio da esquerda ); 
- Lula falou que tentou estuprar um colega de prisão na cadeia (Silêncio da esquerda); 
- Paulo Ghiraldelli falou que Rachel Sheherazad deveria ser estuprada (Silêncio da esquerda); 
- ISIS foram acusados de estuprarem mulheres no oriente médio (Silêncio da esquerda); 
- Maria do Rosário defendeu penas mais brandas pra estupradores (Silêncio da esquerda); 
- Bolsonaro é acusado de estuprador e se defende com ironia dizendo: "Não te estupro por que você não merece" (O Brasil todo em alvoroço)''

Nisso, um sujeito de iniciais JTM comentou: Temos de fazer pressão para cassar este filho da puta.

Outro sujeito, o RB fez a argumentação dele: E os políticos cada vez mais ricos... Por unanimidade, assembleia aprova pensão vitalícia para ex-governadores baianos (Silêncio do povo)... PT,PSDB, direita, esquerda...No Brasil nada tão liberal quanto um conservador, na tão esquerdista quanto um de direita...

Quando volta o JTM a dizer: Tudo bem. Mas por mais desmoralizado que o Congresso esteja não podemos aceitar uma cafajestada deste nível. Não gosto dele nem dos torturadores e assassinos que ele representa. Mas, na democracia temos de aceitar o contraditório. Não peço a cassação por suas idéias e sim pelos CAFAGESTADA em plena tribuna do Congresso.

Como se não bastasse, JTM se dirige para mim: Ou Lamartine quanta bobagem você falou ! Que idade você tem ?

Não deu pra deixar pra lá. Respondi:  Idade suficiente para não fazer parte da boiada.

Ao iniciador desta discussão JTM explica: Desculpe S.A. É que eu não posso me calar. Perdi amigos e outros foram torturados, perdi emprego encasado e vivi com medo durante anos da munha juventude. Quem não viveu não sabe ou era muito alienado. Por isso a pergunta. A proposito, nunca votei no PT e odeio o que eles estão fazendo ao Brasil.

O iniciador S.A. alimenta, dizendo: JTM, Lamartine está cometendo a famosa falácia "Tu Quoqe"
http://www.papodehomem.com.br/falacias-logicas/ "Não cometerás nenhuma dessas 24 falácias lógicas" O filósofo, matemático e cientista americano Charles Sanders Peirce fala que as lógicas são "ferramentas para o raciocínio correto".

Foi aí que respondi:
S.A., não creio que fugi da discussão com o contra-ataque. Trouxe alguns fatos (trechos de discurso gravados) de alguns acusadores que de éticos não têm nada. Não dá para analisar um fato como se fosse isolado sabendo que ele faz parte de um contexto de complexidade muito maior. 

Gostaria de relembrar o fato gerador, se bem que não é preciso pois está tudo gravado e disponível na internet, mas mesmo assim vou arriscar. Logo, perdoe-me pelo texto um pouco longo.

Todos conhecem o episódio da discussão ocorrida no salão verde do Congresso Nacional na qual a deputada Maria do Rosário xingou seu colega Jair Bolsonaro de “estuprador” (Uso do RETORSIO ARGUMENTI - do Schopenhauer,por Maria do Rosário) que, sem acreditar, perguntou:

- Agora sou eu o estuprador?

A deputada, fria e pausadamente, confirmou:

- É sim. (ENCOLERIZAR O ADVERSÁRIO - do Schopenhauer)

O deputado, famoso não pelas boas maneiras, lhe respondeu sarcasticamente “não vou estuprar você porque você não merece”. Neste momento a adversária ameaçou dar-lhe uns tapas, que só não cumpriu devido a promessa de um revide. Foi então chamada de “vagabunda” (ÚLTIMO ESTRATAGEMA: Ofensas pessoais - do Schopenhauer) pelo deputado momento em que ocorreu um dos mais célebres chiliques da história política nacional.

Observem que as circunstâncias que antecederam este deprimente episódio são esclarecedoras. Bolsonaro havia apresentado um projeto de lei que previa penas mais duras para os estupradores até mesmo a antecipação do prazo de maioridade penal. Qual o objetivo dele? Fazer com que a punição pudesse alcançar tipos como Roberto Aparecido Alves Cardoso, vulgo Champinha, um dos estupradores e assassinos mais cruéis deste país. Maria do Rosário era contra a antecipação da maioridade e defendia penas mais brandas para estupradores e assassinos de menos de dezoito anos (MUTATIO CONTROVERSIAE - do Schopenhauer, por Maria do Rosário). 

Estes são os fatos e, como disse, está tudo gravado.

Particularmente não creio que o Bolsonaro seja flor que se cheire mas, certamente estão usando o argumento "Espantalho" (Charles Sanders Peirce) para facilitar toda sorte de ataques (RÓTULO ODIOSO - do Schopenhauer).

Obvio que um estudo mais detido do episodio gerador poderia esclarecer que, o que está em jogo a nível nacional não são os fatos, mas a interpretação destes fatos, e é aí que está o cerne da questão. Para manipular a massa humana usa-se instrumentos da semiótica, especialmente a frankfurtiana, em que mensagens verbais criam outras imagens mentais associadas a fortes emoções, ou seja, dane-se os fatos, o que vale é o que me fizeram acreditar. É aquilo que o Groucho Marx dizia: " Você prefere acreditar em mim ou em seus próprios olhos?". 

É evidente que as pessoas que não estão afeitas a estes mecanismos do discurso são presas fáceis mas, como os torcedores do Bahia (ou do Vitória), não abrem mão de sua posição (ou do time, mesmo na 2ª divisão). 

Antes de Sanders Peirce listar estas interessantes falácias, para alimentar este debate sugiro também um texto póstumo do filósofo Arthur Schopenhauer chamado "Como vencer um debate sem precisar ter razão – em 38 estratagemas" - Dialética Erística. 

Abraço.

Como responder a JTM depois desta conclusão maravilhosa: Sandro, muito obrigado e desculpe mais uma vez por usar seu espaço. Paradoxal é que esta tática do " você também" é a usada pelo pessoal do PT para justificar os mal feitos dos seus lideres quadrilheiros. Pelo visto não é o caso de seu amigo. Acredito na frase do Volteie que diz:: "Não concordo, mas daria a vida para garantir seu direito de dizer". Por isso abomino quem defende a ditadura.

Até meu pai José Lamarck entrou na história: Neto, excelente a analise lógica dos fatos que voce produziu a luz da logica de Schopenhauer e das falácias apontadas de Peirce. Colocado, posto, dado o argumento, recolha-se ao silêncio. É que um dos atributos da burrice é a arrogancia e quando ela fala o saber deve humildemente calar, para não dialogar com um asno. José Lamarck

S.A. retoma a discussão: Minha pergunta original no post continua sem resposta ...

A sabedoria (irônia) de JTM se revela: Como explicar a brutalidade? Cada caso é um caso. Só uma analista ao qual ele se submetesse poderia responder sua pergunta.

Para ser finalmente a arrematado por S.A. comesta pérola: Em um mundo tão carente de sutilezas, de desapegos, de empatias, uma figura como essa é um deserviço à humanidade ...

Fica difícil continuar...




PS: OS COMENTÁRIOS OFENSIVOS, SEJA CONTRA QUEM FOR, INCLUSIVE O AUTOR DO TEXTO, SOMENTE SERÃO PUBLICADOS NO CASO DE IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DO COMENTÁRIO.

Nenhum comentário: