As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

quinta-feira, 4 de março de 2010

UFBA de sete para cinco

Caros colegas,


O que vocês achariam de acabarmos com as provas finais (ou recuperação paralela) aliado a mudança da média de aprovação da 7,0 para 5,0 (cinco)?

Pois bem, esta foi a medida aprovada pela Universidade Federal (Popular) da Bahia – UFBA passando a vigorar a partir da próxima segunda-feira, dia 01 de março.

Quando soube desta notícia, me lembrei do filme “The Wall” com músicas do Pink Floyd e o mais recente Matrix (o primeiro da trilogia), em que pessoas vão construindo seu mundinho para viver. Elas são sem visão, sem experiências do mundo externo e com a mente fechada. Pessoas que nem imaginam que vivem num mundo “virtual” para não dizer irreal, cercado por grandes paredes ou dentro de um grande sistema, cada qual como se fosse Pink com todas as suas pirações, delírios e devaneios.

Deve fazer parte deste "sistema" dizer que ele não existe. Aí todos conhecem a expressão “Teorias da Conspiração” usada por alguns que pensam saber, para desqualificar algo. Já imaginou se as pessoas passassem a acreditar que tem algo (ou alguém) controlando a vida delas? Seria um desastre.

Como fazer a propaganda de algum produto novo, ou de alguma marca? Como conduzir os jovens aos novos celulares, aparelhos eletrônicos, modas, e por ai vai (ver filme no youtube “A Origem das Coisas”)? Como eleger um candidato político? Como mudar os valores, as crenças e porque não, as normas sociais de forma tão rápida? Os argumentos vão para “evolução social”, direitos e mais direitos (a ponto de quando se fala em dever, muitos fecham a cara), beneficia as minorias, justiça social e por ai vai...

Você já viu alguém ficar com raiva se estiver sorrindo? Acho que nunca verá. A pessoa só vai lutar por seus direitos, ou por aumento de salário se estiver com a sensação de injustiça, raiva mesmo. Mas no país anestesiado pelo carnaval e pela ditadura da alegria fica difícil unir as pessoas.

Percebeu que as eleições ocorrem de dois em dois anos, sempre em anos de copa do mundo ou de olimpíadas? Em paralelo, o foco das nossas reivindicações, sugestões, propostas de mudança nunca são para os políticos ou políticas públicas e sim para os times ou os desportistas? Aí dizem “não pode ser, isso é só uma coincidência”. Acho que você acredita.

Para sair da Matrix, algo tem que ter algo a incomodar. Tem que desejar mudar e só então escolher a “pílula” certa, para despertar. Caso contrário, continuar dormindo, vivendo nas sombras da caverna (de Platão) achando que tudo isso é normal. Enquanto a maioria dorme em berço esplendido, na calada da noite, alguns insones maquinam novas ações, e quando menos se espera, pliiimm, eis que num passe de mágica (sem ser) surgem as novidades, com uma porrada de argumentos incontestáveis (?).

De sete para cinco, esta UFBA está muito mudada...

Abraço

--

Prof. José Lamartine Neto

P.S. Voce vai encontrar isso no REGIMENTO GERAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA, Art. 69 – “Será considerado aprovado no componente curricular o aluno que obtiver nota final, resultante da média das avaliações parciais, igual ou superior a cinco, sem aproximação de decimais.” no seguinte site...


http://www.portal.ufba.br/conheca/legislacao/minuta_regimento

Nenhum comentário: