As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Quem acha que o oposto de comunismo é livre mercadonão entende PORRA nenhuma do assunto. Comunismo NÃO é um sistema econômico, é um projeto de poder mundial...


Link: http://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10151751959812192 

Olavo de Carvalho para Mírian Macedo : Há um século a política econômica comunista, como aliás também a capitalista, é um vaivém entre estatização eprivatização. Nunca vai sair disso, porque tomadas em sentido extremo as duas coisassão impossíveis. Quem acha que o oposto de comunismo é livre mercado não entendePORRA nenhuma do assunto. Comunismo NÃO é um sistema econômico, é um projetode poder mundial e de destruição civilizacional que, a cada momento, usará aspolíticas econômicas mais oportunas, girando 180 graus, se preciso, com a maior cara-de-pau. Marx, por exemplo, era um grande apologista do livre comércio internacional,que a esquerda hoje em dia abomina (mas do qual tira vantagem).
P. S. - Você nunca viu um comunista demonizar o livre comércio eao mesmo tempo dizer que a culpa da miséria cubana é do embargo? Quando o sujeitoquer se enganar a si mesmo para melhor enganar os outros, vale tudo.
Comunismo é algo que está entre psicopatia e obsessão demoníaca,nos dois casos liberando a mente de toda escrupulosidade moral e intelectual.

Marta Serrat - Sure, professor. Eles fazem qualquer coisa por esse poder tão desejado. Epor falar nisso se alguém tiver mais noticias sobre Passadena nos avisem ou avisem ao MPF: http://www.readability.com/read?url=http%3A%2F%2Fcleubercarlos.blogspot.com.br%2F2013%2F06%2Fo-fim-de-lula-e-dilma-escandalo.html Lula sujou as mãos na Petrobras A compra da refinaria de Pasadena, no Texas, pela Petrobras é o grande escândalo que o PT vinha abafando, mas acabou chegando ao Tribunal de Contas da…

Olavo de Carvalho para Marta Serrat : Escândalos, por si, não derrubam governos, às vezes nem mesmo arruínam reputações. Só o fazem quando há uma autoridadesuperior capaz de punir os culpados. No Brasil não há autoridade superior exceto a dospróprios culpados. As Forcas Armadas talvez sejam uma, mas, até o momento, só noreino das possibilidades teóricas.
A luta comunista não tem a eficiência de um plano racional, mas ade uma exploração astutamente racional e fria (ela própria psicopática) dairracionalidade. O comunismo expande-se não como um sucesso crescente, mas comouma epidemia de insanidade incontrolável, que tanto mais se aplaude e angariaaplausos quanto mais majestosos os fracassos que produz. O poder de persuasãocomunista não deriva de uma superioridade argumentativa ou mesmopropagandística, mas da força penetrante, atemorizante e hipnótica que os psicopatastêm sobre as pessoas normais.
Contra o fascínio comunista, só uma coisa funciona: odesmascaramento psicológico, a humilhação constante, repetida e impiedosa. Opsicopata não tem senso moral interno, mas é hipersensível à humilhação pública, àrevelação dos seus ardis psicológicos mais secretos.

Marta Serrat - Então, creio que não teremos salvação porque muitos dentro das ForcasArmadas estão vendidos através de cargos na organização e segurança da Copa eaumentos salariais. Estamos tão desesperançosos que a sensação e que em qualquerlugar da terra que possamos nos esconder desse pesadelo vermelho todos oscaminhos nos levarão ao caos. Para aqueles que não querem se esconder estareservado o caminho do nada a coisa nenhuma porque ninguém será capaz de umlevante popular contra os esquerdopatas.

Olavo de Carvalho - Quando um sujeito desses sente que suas artimanhas psicológicasestão falhando, ele não tem mais remédio senão abandonar o ringue, ao menostemporariamente. Mas, se você se engalfinha com ele numa discussão de "idéias" oude "propostas", só o está ajudando a dar mais verossimilhança à farsa psicológica queé o terreno onde ele se sente melhor.
Não sei avaliar isso. Perdi todo contato com militares brasileiros desde que vim para os EUA. Quem está no Brasil sabe mais a respeito doque eu.

Marta Serrat - Em relação ao penúltimo comentário. Então não de mais bola para o Altman, né?
E isso que eles querem, se eu entendi bem, professor.

Olavo de Carvalho - O Altman já teve a quota de humilhação necessária, agora ele está revirando catálogos farmacêuticos em busca de remédiospara hemorróida moral.
Mas, aliás, tipinhos como o Altman são a alegria da minha vida. Senão bato neles, vou bater em quem?
Exemplo de humilhação que funciona, que a "direita", doente debom-mocismo, jamais usa: Durante as campanhas eleitorais, ninguém perguntou aoLula por que ele continuava falando errado como o povão mas aprendera a se vestircomo um grão-senhor, até aparando a barba e polindo as unhas. Exibi-lo em públicocomo um consumista fútil e meio bichoso teria demolido a segurança psicológica dele.

Pedro Agudo - Qual a possibilidade do senhor escrever um livro "básico" sobre "O que éo comunismo", pra que nós no Brasil comecemos a entender?

Olavo de Carvalho - Conheço bem a vaidade psicopática, estudei o assunto com muitocuidado. O falecido Getulio Bittencourt (que foi assessor de imprensa do TancredoNeves) veio uma vez se queixar de que no seu programa de TV um certo entrevistado,politiço famoso, sempre o derrotava por ser um cara de pau, um tipo coriáceo, moralmente insensível. Ensinei-lhe um truque que, no programa seguinte, quase fez osujeitinho chorar de vergonha. Não vou dizer o nome da criatura.

Julierme Zimmer Barbosa - acredito que quando sair o livro sobre mentalidade revolucionária a coisa ficará mais fácil para todos os leitores do professor Olavo

Marta Serrat - Eu sugiro a inclusão no titulo algo linkando comunismo e religião paraque desperte em gregos e troianos, evangélicos e católicos e demais praticantes ounão de outras religiões o desejo de ler, aprender e entender o quanto precisamosevitar a expansão dessa praga

Olavo de Carvalho - Pedro Agudo : A ideia é boa, mas, se alguém juntar todos os artigose apostilas que produzi a respeito, já terá montado muitos livros.

Pedro Agudo - O prof. Rodrigo Gurgel bem que poderia se animar em desenvolve-lo. Seria algo bem útil para a reconstrução das coisas por aqui. Algo bem básico, mascompleto, e que atraia a todos como a Marta disse...

Marta Serrat - E seria muito bom se formadores de opinião, principalmente, os quelutaram em 64 para a implantação do comunismo no Brasil e ou pensavam queestavam lutando pela democracia que lessem seu livro professor como por exemplo:
https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=AEuO0q9d-4U :: Cantor responde pergunta sobre Democracia e fala verdade sobre a Esquerda ::
https://www.youtube.com/watch?v=Fm_pZXRTo30  Fernando Gabeira afirma que as intenções da luta armada no Brasil eram de impelem... E por ai vai...

Olavo de Carvalho - Quando falo em humilhação, é preciso que ela seja constante erepetida. Onde quer que o sujeito apareça, deve ser desmantelado psicologicamentede novo e de novo. Dei alguns exemplos de como se faz, reduzi mesmo algumas dessas criaturas a um longo silêncio, mas não posso produzir esse efeito na QUANTIDADE necessária. Seria preciso muito mais gente. Acho, por exemplo, que a enxurrada demensagens arrasadoras na área de comentários dos artigos do Altman teve um efeitomuito bom.
Muitos dos tagarelas comunistas, como explica o Dr. Andrew Lobaczewski, não são psicopatas, são apenas seus imitadores histéricos. Estes podemser atemorizados mais facilmente, pois têm uma carência afetiva real e necessitam deaprovação. Dona Dilma, por exemplo, não é psicopata e por isso mesmo é bemvulnerável. Ja o Zé Dirceu...
Para derrubar o psicopata, mostre que ele é fraco; o histérico, queninguém gosta dele.
Tive a satisfação de mostrar em público a fraqueza do João PedroStédile, na terra dele e diante de uma platéia de seus seguidores. Depois disso elesumiu do palco por uns bons tempos. Perdeu metade do gás. Mas não posso estarfazendo isso a toda hora com todo mundo, precisamos de uma indústria da humilhação.
Mas, atenção: todo esquema de domínio funda-se no tripé poder-riqueza-prestígio. A técnica da humilhação funciona contra o prestígio, bloqueando àsvezes o acesso de um fulano aos outros dois elementos ou até dificultando o uso quepossa fazer deles. Mas, em princípio, não funciona contra o poder e a riqueza já adquiridos.

Marta Serrat - Ainda a respeito do consumista fútil e bichoso professor. O senhorrecebeu meu e-mail a respeito dos relógios da presidente? Estou de olho em umrelógio de ouro que ela tem usado

Olavo de Carvalho - Também, caraio, não tenho solução para tudo... Não use esse relógio perto do Renan Calheiros.

Marta Serrat - kkkk. Mas e a presidente que anda espreitando o Renan com esse relógiono braço. Acho que isso não vai dar certo de qualquer jeito. Ou o Renan acaba com elaou seu relógio.

Pedro Agudo - E contra quem já é rico e possui o poder..? Fudeu? xD

Olavo de Carvalho - Pedro Agudo : Pode-se expulsa-lo da arena pública, mas nãoimpedir que ele use o poder e o dinheiro por vias mais discretas. Aí é preciso outros remédios.

Marta Serrat - Amigos. Estou apenas curiosa para saber se esse relógio foi comprado com os recursos pessoais dela, se usou cartão corporativo ou se ganhou de presentede alguém interessante.

Olavo de Carvalho - Marta Serrat : Ele não conhece a diferença entre essas coisas.

fonte - http://pt.scribd.com/doc/158994195/Quem-acha-que-o-oposto-de-comunismo-e-livre-mercado-nao-entende-PORRA-nenhuma-do-assunto

Nenhum comentário: