As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

quarta-feira, 17 de abril de 2013

maratona de Boston e eleições na Venezuela

Esta é uma resposta a um colega de trabalho que, como tantos outros, que acreditam na justiça da explosão na maratona de Boston/2013 e acreditam que as eleições da Venezuela foi limpa.


Desculpe querido colega, mas o considero muito inteligente para acreditar em historinhas que não se investigam. Você não é o tipo de ser humano que engole historias pronta como se fossem pílulas receitadas por um médico de confiança. Aliás, confiança é o que não existe neste meio político, que transforma as disputas eleitorais em um "vale-tudo", em que "faz-se o diabo", como disse Dilmão, para ganhar eleições. Acreditar que o grupo de Chaves/Maduro é honesto é demais.

 E outra coisa, pegou mal aquela tal cédula eleitoral com "duzentas" fotos de Maduro e só uma de Capriles... campanha eleitoral televisiva com dezenas de horas de exposição de Maduro e poucos minutos de Capriles... Eleições com resultado apertadíssimo... Barreiras para recontagem de votos... Juízes submissos ao Executivo ... Suspeita de fraude sem investigação (é obvio)... Revolta dos que se sentiram enganados. E falar em "derecha" da Venezuela e seus “8 muertos”? Então eu pergunto: Que direita colega?

 A América Latina (AL) está dominada pelas ações coordenadas do Foro de São Paulo (Leia as Atas) que a grande mídia brasileira (e nanica também) autofágica se encarregou de esconder por mais de 15 anos. Lula foi seu primeiro presidente e junto com Fidel Castro. E ambos guiaram os rumos dos países membros, ou melhor, dos partidos membros. Sim, praticamente todos os partidos de esquerda da AL estão associados, inclusive com grupos guerrilheiros, a exemplo das FARC, o maior fornecedor de cocaína do planeta, ou melhor, como grupo narcotraficantes é o único fornecedor. Ele está lá, assassinando, sequestrando, roubando. Operações que rendem bilhões de ... dólares. Revolucionários gerando dólares. Sabe onde aplicam os bilhões deste negócio? Em Wall Street com o consentimento de Tio San. Lá, na terra de liberdade e respeito ao individualismo, se sentem seguros para aplicar até na bolsa de valores de NY.

 A o quatro dedos dando “pito” nos EUA para não se meterem nas eleições

 O termo que usei, “insanidade” foi no sentido dado por, acredita-se, Einstein: fazer as mesmas coisas esperando resultados diferentes. Logo o que se está fazendo na América Latina é uma insanidade. Na página do Foro de São Paulo encontra-se esta pérola:

 “En 1990, mientras la izquierda mundial enfrentaba el peor desastre de su historia con el derrumbe del socialismo en la Unión Soviética y Europa del Este, en América Latina se creaba el Foro de Sao Paulo, espacio de debate y comunicación política que en poco tiempo logró aglutinar a toda la diversidad de la izquierda continental. En aquel momento la izquierda gobernaba únicamente en Cuba (lo había hecho en Nicaragua por diez años, pero meses antes de la fundación del Foro el sandinismo había sido derrotado en las elecciones).” (http://forodesaopaulo.org/)

 Toda insanidade histórica do marxismo-leninismo, levando a milhões de mortes ao longo do século XX está documentada nos arquivos da KGB abertos após a queda do muro de Berlim. Mas ninguém lê. E se o faz a ideologia turva o entendimento fazendo com que não acreditam ou busquem formas de desacreditar os dados. Os seres vivos se caracterizam por aprenderem com seus próprios erros. Mas isso, em se tratando do pensamento dialético hegeliano-marxista, foge a lógica da formação estrutural neurológica da cognição humana. 

 Voltando a Venezuela, para mim se aplica o mesmo que em Cuba, ou seja, “La Revolución, si! Free elections, no!” considerando que o conceito de liberdade é amplo o bastante para o entendimento de mentes e emoções podem ser capturadas sem que se percebam o engodo.

 O Brasil parece se encontrar em uma situação pior intelectualmente já que a criação arquitetada de um inimigo ideológico já denunciada pelo seu autor, Ladislav Bittman (The KGB and Soviet Disinformation: An Insider's), para representar tudo que há de pior no mundo, fazendo brotar todo tipo de sentimento de revolta, faz com que toda nossa juventude se enverede pelo caminho do dogmatismo intelectualoide, por sinal, típico de qualquer militância. As estratégias para isso são muitas e todas envolvem a manipulação da verdade, e pior, a total ignorância da verdade e o total afrouxamento do desejo de conhecer a verdade. Resultado: uma pseudo sabedoria que ignora. E tem coisa mais arrogante do que a ignorância?

 Lamentavelmente não existe direita na América Latina capaz de enfrentar o avanço esquerdista. É possível que Henry Hazlitt tenha razão ao afirmar a respeito do marxismo que "o ódio e a inveja doentia do sucesso, que são a razão de ser de toda esta ideologia.”

 P.S.
Antes que me falem da meia dúzia de famílias donas da mídia brasileira informo que temos 4.835 jornais e 9400 emissoras de radio.

Nenhum comentário: