As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Transito sob o viaduto do Aquidabã, ufa...

O Aquidabã é uma passagem do transito de Salvador que está se tornando enlouquecedor para motoristas, taxistas, passageiros e usuários de transporte urbano em geral.



Exibir mapa ampliado


O horário das 17h30 até as 19h30 é algo assombroso. Passei por esse sufoco de andar 6 metros

em uma hora. É isso mesmo, seis metros.

Nossa Engenharia de Transito é uma coisa do outro mundo. Fizeram um desvio para os ônibus urbanos entrarem na parte coberta do Aquidabã para logo em seguida, 95% destes mesmos ônibus terem que pegar a via contrária, bloqueando quem deseja ir para Nazaré, Dique ou Bonocô.

A estratégia destes motoristas é ficar “colado” um atrás do outro como comboio neste cruzamento, não permitindo que os automóveis sigam seu destino.

Na verdade o motorista de carro tem que ficar esperto para pegar o motorista do ônibus no vacilo e encaixar o seu, se não, não vai.

Da pena de ver o trabalhador cansado dentro dos ônibus parados, em pé, cochilando de cansaço, com vidros fechados, não por causa do ar-condicionado, mas por causa da chuva. Parecem gado dentro de caminhão boiadeiro, conformados com seu destino.

Dentro do taxi, num calor medonho, sem ar-condicionado, uma TV preto-e-branco mostrava o apresentador Datena falando as mazelas, os crimes horripilantes...

Que fim de dia...


A seguir apresento um artigo sobre Educação vs. Trânsito que escrevi na Faculdade.


José Lamartine Neto

Nenhum comentário: